#223 Anatomia do “tratamento precoce” – com Victor Silva

Saudações pessoas! Nesse episódio do Viracasacas recebemos o jornalista Victor Silva (no Twitter: @detetivevsilva) para uma conversa sobre um embuste nacional: o chamado “tratamento precoce”. Desde março do ano passado o bolsonarismo usou o aparato estatal para tentar impedir medidas de isolamento e políticas de contenção da COVID-19. Um dos motivos alegados para a não adoção de medidas de isolamento social foi a existência de um suposto “tratamento precoce”, um procedimento simples que consistiria no uso de medicamentos baratos e, naquele momento, sem eficácia comprovada – hoje todo mundo sabe que não funciona. O nosso convidado destrincha o movimento em torno do “tratamento precoce”, para além das falas de Bolsonaro e outros políticos bolsonaristas. Através do acompanhamento das redes que articulam esse movimento ele nos traz a perspectiva de pacientes e médicos que se aglutinam e se movimentam em torno da aprovação social e política do erro médico. Por que tantos médicos aderiram a esse procedimento? Por que tantas pessoas acham que o uso de remédios sem eficácia as salvou da morte? Por que apesar do Brasil ser um dos piores países no combate à pandemia tanta gente AINDA insiste nessas narrativas? Há interesses econômicos por trás da difusão do embuste que é o “tratamento precoce”? Todas essas perguntas e mais um monte de outras foram respondidas em mais um episódio imperdível do Viracasacas. Taca-lhe o play!


Clique e confira artigos de Victor Silva no blog “Crônicas do Titanic”

Dicas Culturais

(Livro) Autonomia operária

(Série) House

(Série) Mundo visto de cima

(Série) Brasil visto de cima

(Filme) Som do Silêncio

– –
Escute o Vira no seu agregador de podcasts preferido, em serviços de streaming como o Spotify (abaixo) ou diretamente do site do feed – podendo fazer download do mp3 se preferir em viracasacas.libsyn.com

– –
Expediente
Pai-Fundador: Felipe Abal
Apresentação: Gabriel Divan e Carapanã
Capas: Gui Toscan
Edição de Áudio: Thiago Corrêa & Estopim Podcasts

2 comentários em “#223 Anatomia do “tratamento precoce” – com Victor Silva

Adicione o seu

  1. Vou escrever um comentário mais longo aqui ao invés de no Castbox. Excelente episódio e uma discussão muito interessante. Pra mim envolve tópicos como epistemologia, filosofia da ciência, medicina baseada em evidências, que são deliberadamente trazidos à tona de maneira caótica pelos governistas na CPI . Ali Ciência deixa de ser crítica e método e passam a ser artigos publicados (uma versão validada de opinião, tem para todos os gostos).
    A primeira vez que me deparei com a estória da cloroquina foi quando meu pai enviou no grupo da família varios prints da reportagem de uma emissora americana (não lembro se era Fox News). Respondi que a base da reportagem, o estudo do Didier Raoult, era bem precário. E se não me engano já havia ensaios clínicos, mesmo na China, que haviam descartado o fármaco como terapêutica. A pressão política então fez com que fossem feitos vários outros pra demonstrar a ineficiência. Nessa época meu pai teve Covid, sintomática, porém não grave, e tomou o tal remédio.
    Pulemos para meses depois. Agora, novamente chega ao grupo da família, pelo mesmo emissário, que a Ivermectina administrada precocemente previne o desenvolvimento da forma grave da doença. E não só me enviou uma caixa do medicamento, como disse que havia tomado recentemente para previnir-se. Quando respondi que não funcionava ele foi taxativo: havia sido salvo pelo tratamento precoce (mesmo que na epóca fosse apenas a cloroquina e não um kit) e só Deus sabe o que ele havia passado e o que poderia ter ocorrido se tivesse feito diferente. Surpreendi-me, porque achei que essa fosse uma discussão já superada e descobri então o Ivermectinaço. Em Cascavel – PR grupos de empresários se uniram a médicos para comprar e receitar com agilidade os medicamentos, inclusive divulgando em canais de TV locais (https://www.youtube.com/watch?v=CW4zYIxaI38).
    Recentemente, o irmão de um amigo meu foi diagnosticado. Recebeu na receita não só cloroquina e ivermectina, mas também vitamina C, azitromicina, colchicina e vários outros medicamentos que nem havia ouvido falar. Faleceu na ultima semana.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: